13 troféus!

Relembre todos os títulos do Real Madrid, o maior campeão europeu

Em 64 anos de Champions League, foram 13 títulos conquistados

 

O Real Madrid é a equipe que mais vezes ganhou o maior torneio de futebol da Europa. Em 64 anos de Champions League, foram 13 títulos conquistados, com times e histórias incríveis.

Em 2019, os galáticos ainda tem chances de levar o 14º troféu. O time espanhol está nas oitavas de final do campeonato e enfrenta o Ajax, da Holanda, para avançar de fase.

Relembre todas as conquistas:

Esquadrão Imortal: 1955 à 1960

Nos primeiros cinco anos de Champions League só deu Real Madrid! O time espanhol conquistou quase metade de seus títulos até os anos 60, com o esquadrão formado por Gento, Rial, Kopa, Di Stéfano, Santamaria, Zárraga e Púskas, considerados por muitos o melhor time da história do clube.

A primeira conquista, até então da Taça dos Clubes Campeões Europeus, já foi direto para a mão dos merengues na temporada 1955–56. Os espanhóis venceram de virada o Stade de Reims, no Parque dos Príncipes, em Paris. Os franceses saíram na frente com dois gols de diferença, mas o imbatível time madridista conquistou a vitória por 4 a 3. Os gols do Real foram de Di Stéfano, Héctor Rial (2) e Marquitos, já os do Stade de Leblond, Jean Templin  e Hidalgo.

No ano seguinte, 1956–57, o Real Madrid defendeu o título em casa, no Estádio Santiago Bernabéu, contra a Fiorentina. Com gols de Di Stéfano e Gento, conquistaram o segundo troféu.

Já na temporada 1957-58, o esquadrão encontrou na final o Milan de Maldini, no Estádio de Heysel, em Bruxelas. A partida terminou empatada por 2 a 2, com gols de  Di Stéfano e Héctor para os espanhóis e Schiaffino e Grillo para os italianos. Na prorrogação, Francisco Gento marcou e garantiu a terceira taça consecutiva do time de Madrid.

Em 1958-59 o Real Madrid voltou a enfrentar o Stade de Reims, desta vez no Estádio Neckarstadion, na Alemanha. O espanhóis venceram mais uma vez, por 2 a 0, com gols de Mateos e Di Stéfano, e levaram o quarto título.

O último e quinto título conquistado na década veio em 1959-60. Os merengues enfrentaram o Eintracht Frankfurt e golearam de virada o time alemão por 7 a 3, no Hampden Park, na Escócia. Os gols do Real foram de Di Stéfano (3) e Puskás (4), fechando os cinco anos de vitórias com uma atuação de classe de seus grandes craques. Os gols alemães foram marcados por Kreß e Stein (2).

1965–66 – Feyenoord Rotterdam 6 x 2 Real Madrid

Após as conquistas seguidas, o Real Madrid precisou esperar mais seis anos para voltar a levantar a taça da Champions League.

Já em 1965–66, os ‘Blancos’ precisaram superar o Partizan, da Sérvia, no Estádio de Heysel, em Bruxelas. O Real venceu por 2 a 1, com gols de Amancio e Serena, voltando ao topo do futebol europeu. O gol do adversário foi de Vasović.

1997–98 – Juventus 0 x 1 Real Madrid

Após 32 longos anos de espera, o Real Madrid voltou a conquistar a taça na temporada 1997–98, já com o campeonato denominado Liga dos Campeões.

O time que contava com o brasileiro Roberto Carlos, venceu o Juventus de Deschamps e Zidane, na Amsterdam Arena, por 1 a 0, com gol de Mijatović.

1999–00 – Real Madrid 3 x 0 Valencia

Após não passar da fase de grupos em 1998-99, nos anos 2000 os merengues voltaram ao topo do futebol europeu.

Em final com dois times espanhóis no Stade de France, em Paris, o Real Madrid venceu o Valencia por 3 a 0 e levou o título para a capital da Espanha. Os gols foram de Morientes, McManaman e Raúl.

2001–02 – Bayer Leverkusen 1 x 2 Real Madrid

Com Zidane defendendo as cores do Real, o time conquistou o 9º título da Champions League.

Os Vikings venceram o Bayer Leverkusen por 2 a 1, Hampden Park, na Escócia. Os gols foram de Raúl e um golaço de voleio do astro francês, enquanto o tento dos alemães foi marcado pelo zagueiro brasileiro Lúcio.

2013–14 – Real Madrid 4 x 1 Atlético de Madrid

Doze anos separaram o Real Madrid da “La Decima”. O time formado por grandes craques como Cristiano Ronaldo, Xabi Alonso, Modric, Di María, Bale, Benzema e Casillas conquistou o tão esperado título em 2014, no Estádio da Luz, em Portugal.

Pela segunda vez a decisão ficou entre dois times espanhóis e os ‘Blancos’ levaram a melhor vencendo o Atlético de Madrid por 4 a 2 em um jogo cheio de emoções.

O Atlético saiu na frente no segundo tempo com Godín e só aos 48 do segundo tempo Sergio Ramos conseguiu o empate. Na prorrogação, o Real cresceu e Bale, Marcelo e Cristiano Ronaldo marcaram e deram o título ao Real.

2015–16 – Real Madrid 1 (5) x (3) 1 Atlético de Madrid

Dois anos depois a mesma final se repetiu e a decisão também foi acirrada. Real Madrid e o Atlético empataram no tempo regulamentar por 1 a 1, com gols de Sérgio Ramos e Carrasco para os ‘Colchoneros’, levando a partida no San Siro, em Milão, para os pênaltis.

O time galático acertou todas as cobranças (Vásquez, Marcelo, Bale, Ramos e Cristiano Ronaldo) enquanto o Atlético perdeu uma (Griezman, Gabi e Ñíguez marcaram), terminando em 5 a 3.

2016-17 Juventus 1 x 4 Real Madrid

O 12º título chegou no ano seguinte. A disputa no Millennium Stadium, no País de Gales, contra a Juventus, terminou em 4 a 1 para o Real. Os gols foram de Cristiano Ronaldo (2), Casemiro e Asensio. Mandzukic diminuiu para os Italianos.

Assim, o clube espanhol chegou mais uma vez ao topo do maior campeonato europeu.

2017-18 Real Madrid 3 x 1 Liverpool

E pelo terceiro ano seguido, após 42 anos, deu Real Madrid. Na última edição do torneio, os merengues venceram o Liverpool por 3 a 1 e garantiram a 13ª conquista no Estádio Olímpico de Kiev, na Ucrânia. O jogo ficou marcado por falhas do goleiro Karius e um golaço de Bale.

Benzema abriu o placar após saída errada do guarda meta inglês, mas poucos minutos depois Mané deixou tudo igual. Karius não segurou o tiro de longe de Bale que deixou o Real na frente mais uma vez. O ponta direita ainda completou a vitória com um golaço de bicicleta.

 

 

RECOMENDADAS PRA VOCÊ

Deixe seu comentário

A Metropolitana FM informa que, ao comprar o pacote para o Avião Da Torcida 2019, o passageiro autoriza o uso e veiculação de suas imagens.